#HISTORY: 7th Heaven: Planet Under Siege (1992)

A banda (power trio) cristã de pouca repercussão que lançou apenas 1 álbum em 1992 porém com um som fortemente influenciado pelos anos 80 com uma mistura de rock melódico, AOR e hair metal que certamente atrairá fãs de Stryper, Guardian, Shout, Giant, Action e Line Of Fire.

Um item de colecionador esgotado e difícil de encontrar por anos, Planet Under Siege foi relançado no segundo semestre de 2008 pela Retrospect Records.

Planet Under Siege (1992)

  • 01 – Planet Under Siege
  • 02 – Shout
  • 03 – Watching and Waiting
  • 04 – Get so Mad
  • 05 – Child’s Eyes
  • 06 – Cross the Border
  • 07 – Rapture
  • 08 – Giants in the Land
  • 09 – Daybreak
  • 10 – Stay

As músicas enfatizam bastante em letras a fé cristã e também o retorno iminente de Cristo em meio a um mundo cercado pelas forças do mal (a capa enfatiza bem essa ideia).

“Planet Under Siege” começa com uma reportagem detalhando “o fim da civilização como a conhecemos”, fazendo referência ao Oriente Médio, fome, políticos corruptos, drogas, terremotos, inundações, aquecimento global, etc. Parece familiar? (não mudou muita coisa no mundo nos últimos 40 anos não é mesmo?!).

Musicalmente, a faixa-título do álbum representa um hard rock melódico trazendo um ímpeto fluente de ritmo médio e um refrão dirigido por vocais de fundo (e um gancho bastante pronunciado no processo). Estiramento rápido de guitarra solo. Novamente, “o fim da civilização como a conhecemos” é o tópico em questão:

Luz vermelha piscando para o palco da batalha
O calvário está chegando é o fim dos tempos
Ressurreição do justo e do injusto também
Quando seu dedo aponta, ele aponta de volta para você

Quando o planeta está sob cerco
E você não sabe o que isso significa

Planet Under Siege prova um esforço musicalmente consistente trazendo uma variedade de faixas e baladas mid-tempo e up-tempo. Os eventos atuais do álbum inspiraram a faixa-título, a criativa “Child’s Eyes” e a influência do metal “Cross The Border” e “Giants In The Land” se movem em um ritmo médio enquanto uma direção mais rápida é tomada nos roqueiros energéticos “Shout” e “Get so Mad”.

Em termos de balada, temos uma que é acústica (“Watching And Waiting”), uma com piano (“Stay”) e uma semi balada (“Rapture”).

Doug Basler traz um estilo vocal limpo, mas rouco, de médio alcance que sugere Jamie Rowe (Guardian) e Larry Worley (Fear Not). Balsler também lida com o baixo (colocando alguns grooves pesados ​​no processo) e completa a seção rítmica com o baterista Brian Lawson (que faz uma performance perfeita). O guitarrista Dennis Bush prova tanto talento. Ele contribui com riffs melódicos – e às vezes com ares de metal – dos álbuns, além de seu trabalho líder de qualidade (como demonstrado em “Child’s Eyes”, “Cross The Border” e “Giants In the Land”).

100% Proof (1981)

Os valores de produção limpa dos álbuns permitem que toda a instrumentação se destaque.

Sim, a guitarra rítmica poderia ter sido reforçada um pouco, mas o som geral é sólido para um lançamento independente do início dos anos noventa.

INTEGRANTES

  • Doug Basler – Vocais e Baixo
  • Dennis Bush – Guitarras
  • Brian Lawson – Bateria

CURIOSIDADES

A história da cena do metal cristão do noroeste do Pacífico remonta a meados dos anos oitenta. A Bloodgood (ainda na ativa), com sede em Seattle, Washington, é a primeira banda que vem à mente.

Watchmen veio da mesma época e localidade. Entrando em cena com uma demo de oito músicas intitulada Fear No Evil, o grupo assinou com a Regency Records antes de lançar Generation, seu álbum de estreia em 1989.

Temos também a Paragon, que pode ter sido a melhor banda da região (mas isso é outra história).

Neste ponto, isso nos deixa com apenas um outro grupo da região que merece menção, a 7th Heaven.

OUVIR AGORA

7th HeavenPlanet Under Siege

*para baixar em .mp3 clique aqui

O que você achou desse post?

CLIQUE AQUI e deixe seu comentário!

GOSTA DO NOSSO CONTEÚDO?

CLIQUE AQUI E CONTRIBUA COM ESTA MISSÃO

FALE CONOSCO

OU PREENCHA O FORMULÁRIO

Publicado por luisrockdoalto

Fundador e Proprietário da rádio RockDoAlto, Empresário, Locutor, Sonoplasta, Baixista, Marido, Pai, Cristão e concordo com Friedrich Nietzsche: "Sem Música A Vida Seria Um Erro".

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: