ALICE COOPER: O EVANGELISTA

Sangue, guilhotinas, cobras, caveiras, Frankstein e muito rock pesado. É isso o que vem à mente quando falamos de Alice Cooper.

É isso o que vem à mente quando falamos de Alice Cooper. Mas, e se dissermos que ele é um homem de Deus e que tem, de um modo inusitado, alertado às pessoas sobre satanás?

E se também dissermos que ele mantém uma instituição que recupera jovens das drogas e da prostituição? Certamente muitas pessoas não acreditariam.

Para que possamos entender quem ele é de verdade, temos que conhecer um pouco de sua história.

Nascido como Vicent Damon Furnier em 4 de fevereiro de 1948, filho de um pastor e neto de um avô missionário, foi criado em um lar cristão e desde cedo aprendeu o valor do evangelismo pessoal.

Tudo indicava que o jovem Vicent seguiria os passos de seu pai no ministério, porém em 1964 formou a banda The Earwigs para participar de um show de calouros em que dublariam músicas dos Beatles.

Aqueles jovens gostaram da experiência de aparecerem em público. Então mudaram de nome para The Spiders e começaram a compor músicas próprias e a tocar em bares e casas noturnas.

Nos dois anos seguintes gravaram dois Singles, que tiveram grande repercussão e por isso seus integrantes abandonaram a escola e a igreja.

E foi nessa época que o Vicent sugere o nome de “Alice Cooper” para nomear a banda.

A partir daí o sucesso foi inevitável, já que a banda apresentava um show como nenhuma outra, pois suas apresentações tinham cenário e figurinos teatrais.

E em um desses shows o Alice joga uma galinha para o público, que a despedaça. E foi aí que ele descobre que as pessoas são atraídas por aquilo que é bizarro.

Então seus shows passaram a agregar elementos chocantes e suas músicas passaram a retratar todo o clima da banda no palco, que os levou a serem considerados os padrinhos do Rock Shock.

Mas todo esse sucesso trouxe muitos excessos, que culminou na morte por overdose em 1972 da jovem “Christine Frka”, que era namorada do Alice.

*compre pela Amazon aqui

A banda separa-se em 1975. Porém, assumindo de vez o pseudônimo de Alice Cooper, decide seguir uma carreira solo bem-sucedida, inaugurada pelo álbum “Welcome to my Nightmare”.

Mas, assim como reza a letra de sua música, a vida do Alice havia se tornado um pesadelo, já que a cada dia afundava-se nas drogas e no álcool.

Por causa disso, sua carreira também foi declinando em meados dos anos 1980 e sua esposa Sheryl Goddard (que é filha de um pastor batista) quase pediu o divórcio.

Foi quando em 1989 o Vicent Furnier arrepende-se de seus pecados e recebe Jesus como Salvador, mas diferente do que todos esperavam, o Vicent continua com sua carreira, mas agora com o objetivo não de permanecer na fama, mas de alertar as pessoas sobre satanás.

Depois de sua conversão, suas letras mudaram, trazendo uma palavra positiva, que aponta a luz no fim do túnel.

“Tenho muito cuidado com as letras. Eu tento escrever canções que são igualmente boas, mas com uma mensagem melhor”, diz ele.

Além disso, Alice Cooper mantém uma casa de apoio para prostitutas e viciados, onde recebem a mensagem do Evangelho,

Mas por muitos anos a autoria desse projeto ficou em secreto pois, segundo ele, “é realmente fácil ter foco em Alice Cooper e não em Cristo”.

Outro fato que ainda está encoberto para muitos é que o Alice tem testemunhado para pessoas do meio artístico e as tem levado à Cristo.

A história do Alice Cooper é bem semelhante a parábola do Filho pródigo, que de um lar repleto de amor, desceu até o fundo do poço e conheceu o inferno,

mas que, pela ação do Espírito Santo, retorna e tem seus direitos restaurados.

Se sua história assemelha-se a de Alice Cooper, volte à casa do Pai como ele. Deus te aguarda de braços abertos, com amor e alegria.

Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

2 Coríntios 5:17

E PRA COMEMORAR EM GRANDE ESTILO…

Alice lança a inédita “Social Debris” e disponibiliza para DOWNLOAD GRATUITO – CLIQUE AQUI

|| LETRA: "Social Debris" - I don't commit, I just collide / I won't submit, I'll just decide / On where to run or where to hide / Their eyes are everywhere / I see them spying there / At my face, at my hair / I won't plug in, to their machine / I hate the sound, I hate that scene / I sure ain't hip, I sure can't hop / I lost the script, I lost the plot / Their spies are everywhere / I feel them hiding there / On my face, in my hair / I just can't cope with all this disease / It's pushing down, down, down / Down on me / Look at me, what you see / Is social debris / You said you'd treat me, but tried to delete me / You think I'm tragic, but I know I'm magic / Your eyes are everywhere / I see you spying there / At my face, at my hair / I just can't cope with all this disease / Pushing down, down, down / Down on me / Look at me, look at me / I'm social debris / I just can't cope with all this disease / Look at me, look at me / Social debris / Look at me, look at me / Social debris / Look at me, look at me / I'm social debris
|| TRADUÇÃO: "Detritos Sociais" - Eu não me comprometo, eu apenas colido / Eu não vou submeter, eu apenas decidirei / Para onde correr ou onde me esconder / Seus olhos estão em todo lugar / Eu os vejo espiando lá / No meu rosto, no meu cabelo / Eu não vou ligar, para a máquina deles / Eu odeio o som, odeio aquela cena / Eu com certeza não estou na moda, eu não posso pular / Eu perdi o roteiro, eu perdi o enredo / Seus espiões estão em todo lugar / Eu os sinto escondidos lá / Em meu rosto, em meu cabelo / Eu simplesmente não consigo lidar com toda essa doença / Está empurrando para baixo, para / baixo, para baixo Em cima de mim / Olhe para mim, o que você vê / É um entulho social / Você disse que me trataria, mas tentou me deletar / Você acha que sou trágico, mas eu sei que sou mágica / Seus olhos estão por toda parte / Eu vejo você espiando lá / No meu rosto, no meu cabelo / Eu simplesmente não consigo lidar com toda essa doença / Empurrando para baixo, para / baixo, para baixo em mim / Olhe para mim, olhe para mim / Eu sou um entulho social / Eu simplesmente não consigo lidar com toda essa doença / Olhe para mim, olhe para mim / Detritos sociais / Olhe para mim, olhe para mim / Detritos sociais / Olhe para mim, olhe para mim / Eu sou entulho social

ASSINE GRÁTIS NOSSA LISTA VIP e fique por dentro das notícias, lançamentos e promoções da rádio.

ROCK CRISTÃO COLLECTION: TRAGA SUA MÚSICA!

o “ROCK CRISTÃO COLLECTION” está revolucionando a forma de como se apresenta o rock cristão brasileiro e independente para a grande massa da população, a fim de mostrar que tem muita coisa de alta qualidade neste gênero por muitas vezes desacreditado pra quem ainda não conhece. Calma! NÃO TEM TEXTÃO… Vou bem direto ao assunto,Continuar lendo “ROCK CRISTÃO COLLECTION: TRAGA SUA MÚSICA!”

Publicado por luisrockdoalto

Fundador e Proprietário da rádio RockDoAlto, Empresário, Locutor, Sonoplasta, Baixista, Marido, Pai, Cristão e concordo com Friedrich Nietzsche: "Sem Música A Vida Seria Um Erro".

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: